Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

The Royal Botanic Gardens, Kew , patrimônio mundial pela UNESCO

Autor: Regina Motta - Data: 09/12/2013
RSS

The Royal Botanic Gardens, Kew , patrimônio mundial pela UNESCO

Considerado patrimônio mundial pela UNESCO desde 2003, os 132 hectares do The Royal Botanic Gardens, Kew é visita obrigatória para quem gosta de jardins e plantas. Além da beleza natural, o Jardim Botânico Real se destaca quando o assunto é história e desenvolvimento do paisagismo e pesquisa científica da flora mundial.
O acervo de plantas é dos maiores do mundo, contando com mais de 27 mil espécies, entre elas 14 mil árvores e uma coleção de orquídeas que já celebrou 200 anos, em jardins e estufas que reproduzem vários habitats do mundo.

Kew Gardens, como é conhecido, está localizado no sudoeste de Londres, entre os distritos de Richmond e Kew. A linha verde do metrô (District line) leva o turista do centro de Londres à estação Kew Gardens em aproximadamente 30 minutos. De lá, são 10 minutos de caminhada até um dos portões, o Victoria Gate.
Kew Gardens é todo lindo e tenho certeza que cada um descobrirá seu cantinho preferido, mas os destaques são:


Palm House

Palm House e Rose Garden - em uma belíssima estrutura de ferro e vidro da era vitoriana, você encontra palmeiras de todos os cantos do mundo, inclusive nosso babaçu! Atrás do Palm House, foi replantado recentemente um Jardim de Rosas, seguindo a planta original da época da construção em 1848. Lindo!


Temperate House

Temperate House: a maior das estufas, com quase 5 mil metros quadrados, abriga espécies da África, Austrália, Nova Zelândia, Ásia e Pacífico. O prédio foi construído na metade do século XIX com o objetivo de fornecer condições climáticas ideais para as diversas plantas trazidas ao Reino Unido por cientistas e exploradores.

Princess of Wales Conservatory: sob um só teto foram recriadas dez zonas climáticas diferentes nesta estufa inaugurada pela Princesa Diana em 1987. Aqui há plantas carnívoras e orquídeas em exposição, juntamente com representantes dos climas mais áridos do planeta.

Xstrata Treetop Walkway: uma passarela suspensa a 18 metros de altura, localizada no Arboreto entre a Temperate House e o lago, proporciona um passeio nas alturas, pelo topo das árvores. Projetada pelos mesmos arquitetos do London Eye, é a mais nova atração de Kew Gardens, tendo sido inaugurada em 2008.
Além dessas construções e da paisagem exuberante que habita todo o parque, há doze jardins formais espalhados, que foram especialmente projetados e plantados com temas diferentes.

As crianças também se divertem em Kew, explore aqui as atrações feitas especialmente para elas. E para completar o passeio, é possível fazer um lanche ou uma refeição em um dos cafés e restaurantes de Kew Gardens.


King William House

Se você é um defensor da precisão observe que a maneira correta de se referir a Kew está no plural, ou seja, Kew Gardens. Isto é devido ao fato de que séculos atrás, havia duas propriedades aqui, Kew e Richmond Estate. Estas terras foram combinadas para (eventualmente) formarem o Royal Botanic Gardens. Os jardins são "real", porque durante muitos anos as propriedades que hoje formam os jardins eram de propriedade de membros da família real da Grã-Bretanha.


Museu 1

O Rei George II e da rainha Caroline morava em Ormonde Lodge, na propriedade de Richmond. Seu filho e herdeiro, o príncipe Frederick, arrendou a propriedade vizinha Kew na década de 1730. Após a morte de Frederick em 1751 sua viúva Augusta começou um jardim botânico, invocando a ajuda de Lord Bute e arquiteto William Chambers, que criou vários edifícios do jardim, incluindo o presente Laranjal, Pagode, e o arruinado Arch. Em seguida, em 1760 George III anexou a propriedade Richmond.


Jardim Japonês

Sob George III, ou mais corretamente, de acordo com seu diretor não-oficial Joseph Banks, Kew Gardens floresceu. Ele enviou coletores botânicos de todo o mundo para coletar espécimes botânicos raros, incomuns, ou simplesmente interessantes. Segundo Banks, Kew Gardens se tornou um depositário de espécies de plantas do mundo e um centro de pesquisa botânica. Depois de George II, que morreu em 1820, os jardins decairam , até que foram entregues ao Estado em 1840. A família real doou um terreno circundante, elevando a área total dos jardins de até 200 hectares. Em 1841 o primeiro diretor oficial do Jardim Botânico foi nomeado. Sir William Hooker era o homem encarregado de executar os jardins, e ele foi o responsável pela fundação do Museu, o Departamento de Botânica Econômica, a Biblioteca e o Herbário.


Kew Gardens

Em 1848, a Palm House foi adicionada, seguido em 1860 pela casa temperada. As enormes estufas são obras de Decimus Burton. A Palm House é uma maravilha de vidro e ferro.


Passeando pelo Kew Gardens



O MODERNO KEW
Os jardins hoje apresentam um mix agradável de gramados ajardinados, jardins formais, e estufas. Igualmente importantes, são as funções de Kew como um centro de pesquisa botânica, mantendo a maior coleção de plantas do mundo.As várias estufas exibem plantas de todo o mundo em ambientes climatizados, enquanto as casas Kew Gardens têm galeria de arte e fotografias que ilustram temas botânicos. O Charlotte Cottage (aberto apenas no Verão) é uma casa de veraneio ao lado de um lago.
O pagode chinês é indiscutivelmente estrutura mais reconhecível do Kew. Também digno de nota é a Evolution House, um pequeno edifício de vidro que exibe a evolução da vida vegetal na terra.


Na Estufa das Carnívoras - Nepenthes ventricosa

A grama do jardim tem mais de 600 variedades de gramíneas, e o Museu da Madeira explica a fabricação de papel e mostra exemplos de armários de madeira embutidos. Kew continua sendo um dos principais jardins públicos do mundo.


Estufa cactaceas - Quiabenthia verticilata


Estufa da Amazonia

http://www.britainexpress.com/London/kew.htm

http://www.londresparaprincipiantes.com/kew-gardens-o-jardim-botanico-real/
Endereço: Royal Botanic Gardens, Kew, Richmond, Surrey TW9 3AB, United Kingdom

Fotos: http://www.london-attractions.info/images/linkttractions/kew-gardens1.jpg

http://cheeseweb.eu/2010/04/visiting-kew-gardens-london-england/

Você gostará também de:
Jardim sensorial, Jardim para todos, Jardim Cidadão
Agora Garden Tower, Residencial de luxo em Taipei
O curioso jardim dos venenos de Alnwick Garden
Beleza e praticidade do jardim Vertical
Complexo de Inhotim - Jardim Botânico e Museu Contemporâneo
O maravilhoso e tecnlógico Garden by the Bay em Singapura



Compartilhar:



Guia: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  

Comentários

12/12/2013 08:56:03

Prezado Antônio Francisco, fico feliz que tenha gostado! Estou aqui em Londres, perto do Kew, e tenho ido lá quase todos os dias e ainda não vi nem a metade das belezas e raridades! É um mundo!

11/12/2013 15:13:59

Muito obrigado pelo artigo. A mim me incentiva a começar um e outros continuarem cuidando , como este de Kew.


Estão abertas as incrições para os cursos em Holambra em parceria com Centro Paisagístico Gustaaf Winters.
Estão abertas as incrições para os cursos em Holambra em parceria com Centro Paisagístico Gustaaf Winters.


Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!