Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Flores e plantas na forma de coração ajudam namorados a declarar seu amor

Autor: Vera Longuini - Data: 14/06/2021
RSS


Presentear com flores e plantas pode ter um apelo emocional ainda maior quando elas já trazem explícitas todo o carinho e paixão que envolve o relacionamento. O Dia dos Namorados é uma data que requer uma criatividade "aflorada" e de ousadia na escolha dos presentes. Pensando nisso, a Cooperativa Veiling Holambra selecionou flores e plantas que não seguem a tradição e, por isso mesmo, podem fazer toda a diferença. Entre as opções, estão as delicadíssimas marantas, que parecem pintadas à mão e são chamadas de "rezadeiras" por unirem suas folhas na forma de oração. Elas podem ser "requisitadas" para mandar o recado de que Santo Antônio foi envolvido na conquista.
Não há dúvida de que as rosas vermelhas e as orquídeas, por tradição, ainda são as mais procuradas para o Dia dos Namorados. Mas, a cada ano, a sutileza que a data exige vem ampliando o mercado para uma grande variedade de flores e plantas ornamentais que também emocionam pelo formato e não apenas pela beleza, cor ou significado. Se uma planta ou flor já emocionam, imagine, então, quando elas têm a forma de coração.
 São várias as plantas ornamentais e flores já agraciadas pela natureza por trazerem pétalas ou folhas no formato de coração. Entre elas, os antúrios, que podem ser encontrados em uma grande paleta de cores, o “coração emaranhado”, as suculentas hoya (flor de cera ou cactos sem espinhos), a alocasia amazônica e o trevo de quatro folhas (traz quatro corações), entre outras. E, mesmo quando o apelo não vem diretamente da natureza, os produtores encontraram um jeito de tutorá-las com arames (orquídeas, por exemplo) ou amarrá-las (sansevierias cilíndricas) para conseguirem essa representação romântica.



“Nenhuma dessas variedades chega a ser novidade no mercado. Mas não há como desviar os olhos delas quando expostas nas floriculturas, supermercados ou garden centers. Imagine a emoção de receber, em flor, o coração do ser amado”, lembra Thamara D'Angieri, gerente de Marketing da Cooperativa Veiling Holambra. O CEO da Cooperativa, Jorge Possato Ferreira destaca que os diferenciais são tão importantes, fazendo com que a cada ano os produtores invistam mais em opções e até em embalagens alusivas que agregam valor aos produtos oferecidos. “A expectativa de vendas de flores e plantas para o Dia dos Namorados é positiva, em torno de 15% em relação ao resultado alcançado em 2019, visto que consideramos em 2020 já estávamos na pandemia, não sendo parâmetro para um comparativo”, diz.


Formato natural de coração
Entre as plantas que trazem naturalmente suas flores ou folhas – ou ambas – no formato de coração, a mais conhecida é o antúrio. Ele destaca-se por suas folhas exóticas, em formato de coração (cordiformes). Variam de cor e de tamanho. Estima-se que, na natureza, existam mais de 900 variedades de antúrios. Podem ser encontrados em diferentes cores, do branco ao black, verde, laranja e passando por uma grande variedade do rosa ao vermelho escuro. O produtor Patrick Barendsen, da empresa Symphony, estima 15% de aumento das vendas de antúrios de vaso para o Dia dos Namorados. Stephanie Ruiter, gerente comercial da Lisa Flora, produtora de antúrios de corte, aposta nos lindos buquês e arranjos que podem ser compostos com “corações” em uma única cor ou combinando os diversas tons disponíveis no mercado.



Também para declarar seu amor, a opção pode ser um cacto. A Hoya kerrii, batizado de “cacto-coração”, é encontrada em duas versões. Em vasos, com apenas uma única folha enraizada no substrato, super decorativa, ou na versão natural, em forma de trepadeira, extremamente ornamental por produzir longas hastes de até quatro metros de altura. Suas folhas têm o formato de coração e já seriam suficientes para alegrar quem as recebe. No entanto, no final da primavera e, principalmente, no verão, época da florada, produz flores que parecem ser feitas de cera. O produtor Filipini Fontana disponibiliza o cacto coração na cuia 21.


Se a situação amorosa não está bem definida, a dica é o “coração emaranhado”, uma planta pendente, perene e com folhas em formato de mini coraçõezinhos. O produtor Jonas Geiss a oferece na cuia 18. Outro produtor, Francisco Henrique Seregen, já as oferece nas cuias 13 e 23. Várias mudas precisam ser plantadas em um mesmo vaso para que as suas finas e longas hastes se enrosquem, embaraçando-se num emaranhado. Por isso a Ceropegia woodii. (o verdadeiro nome da planta) ganhou esse apelido. Francisco Seregen explica serem necessárias pelo menos 20 mudinhas do “coração emaranhado” para deixar exuberante uma cuia 13. Para a cuia 23, são, no mínimo, 30 mudas. Plantadas de forma correta, suas hastes podem chegar a mais de quatro metros de comprimento. É uma planta suculenta. Por ser variegata (apresenta zonas de coloração diferente nas folhas e nos caules pela ausência de clorofila) os desenhos formados nas folhas as tornam disputadíssimas no paisagismo.


Corações tutorados
Com a ajuda da criatividade, os produtores conseguem tornar as plantas e flores ainda mais atrativas aos olhos dos consumidores. O produtor Thomas Reeves e sua equipe da Naturayo, por exemplo, criaram a “sansevieria coração” com a variedade cilíndrica da planta. Depois de vários testes concluíram que o cultivo no pote 9 permite a sua melhor amarração na forma de coração e, assim, torná-la ainda mais decorativa. Produzida em Paracuru, no Ceará, no sítio da Naturayo, a sansevieria é um “presente para sempre” por se tratar de uma planta extremamente resistente, que se adapta em ambientes com qualquer luminosidade e requer água apenas uma vez por semana, em geral.


Orquídeas tutoradas
O Sítio Kolibri, em Holambra, é um dos que se dedica à produção de orquídeas phalaenopsis em formato de coração. Trata-se de uma variedade específica desta planta que permite que suas hastes sejam tutoradas em arame para ganhar a forma desejada. A produtora Regina Gruisen Breg começou com a “phale coração” em 2014 e a procura vem crescendo ano a ano. Atualmente são trabalhadas de 10 a 15 variedades em, pelo menos, 10 diferentes tons para realizar o tutoramento. Para o Dia dos Namorados ela produziu 14 mil vasos, dos quais 95% foram vendidos antecipadamente.



Plantas rezadeiras
Tem presente também para quem ainda não conquistou o coração do amor desejado. Nesses casos, as marantas podem dar uma “mãozinha”, ou melhor, unir as suas folhas, como se fossem mãos na forma de oração. Não bastassem a beleza e a delicadeza de suas folhas, que são exclusivas e parecem ter sido pintadas à mão, as marantas têm essa interessante peculiaridade que as tornou conhecidas como plantas rezadeiras. Todos os dias, às 15 horas e até o início da noite, suas folhas se fecham na vertical como num gesto de juntar as mãos para orar. A partir daí começa o movimento contrário até o dia seguinte, quando as folhas voltam à sua posição normal. Aproveitando-se desse dom natural das marantas, elas podem ser um presente muito simpático quando é preciso mandar o recado de que a reza foi destina ao casamenteiro Santo Antônio
Existem algumas teorias para esse “gesto das plantas”, mas nenhum consenso científico. Alguns defendem a ideia de que as folhas são fotossensíveis, outros acreditam que elas acompanham os últimos raios solares do dia para aproveitar o máximo de luz possível. Sabe-se, no entanto, que o maior benefício deste lindo movimento, na prática, é evitar o acúmulo de água nas folhas durante a noite.


 Embalagens e coleções
A apresentação das flores tem sido um diferencial tão importante, que cada vez mais os produtores têm investido em embalagens específicas para as datas ou criando coleções que representam sentimentos. O produtor Jean Filipe Kortstee Ferreira, por exemplo, batizou suas cravíneas de Pink Kisses (beijos rosas) e as comercializa em uma embalagem estampada com uma marca de batom. Resultado de cruzamento genético e reprodução, além de ter pétalas cor de rosa no formato de “beijo”, dura cerca de quatro semanas em ambiente fechado, possui leve perfume e alta resistência às doenças e pragas.


Luciano Rios decidiu investir nas decorativas e sugestivas embalagens de seus supercoloridos (vermelho, laranja, amarelo, lilás, rosa e branco) mini kalachoes que trazem as frases “Te amo” ou “Com carinho”, que podem ser escolhidas de acordo com o “grau” do relacionamento. Para o Dia dos Namorados ele conseguiu disponibilizar ao mercado cerca de 30 mil vasos. De acordo com Luciano, ao investir em embalagens e vasos especiais para cada ocasião, suas vendas evoluíram e cresceram 100% na comparação entre maio de 2020 e de 2021.


Já o Rancho Raízes, especializado em crisântemos, criou as coleções Amore e Bless para o Dia dos Namorados, também em chamativas embalagens, com variedades dessas flores que não têm cheiro e duram até seis semanas decorando os ambientes.


Sobre a Cooperativa Veiling Holambra
A Cooperativa Veiling Holambra é um dos mais importantes centros comercial e logístico de flores e plantas da América Latina e o mais completo do Brasil. Apenas por meio do Klok – um moderno sistema de leilão reverso que permite a venda de grandes lotes de produtos (flores de corte, vaso e plantas ornamentais) - são realizadas mais de 15 mil transações nos dias de maior movimento, em um tempo médio de 1,15 segundos cada uma. A cooperativa conta com uma infraestrutura planejada para expedir, diariamente, milhares de flores e plantas para todo o território brasileiro.

Jornalista responsável: Vera Longuini

Cel. (19) 99771-6735 - Vivo

redacao@ateliedanoticia.com.br

www.ateliedanoticia.com.br





Compartilhar:



Guia: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  

Comentários




Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!