Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Gigantes da natureza: Conheça as maiores flores do mundo!

Autor: Gláucia de Oliveira - Data: 06/02/2010
RSS

Parece que elas saíram das histórias de Alice no país das maravilhas ou algo do tipo, mas elas existem. Já estamos mais acostumados a ouvir dizer sobre árvores imensas e centenárias, mas conheça agora outros gigantes da natureza.

Vamos começar pela recordista Rafflesia arnoldii que parece que veio direto dos filmes de histórias infantis, é uma gigantesca flor de até 1,06 m de diâmetro e aproximadamente 10 kg, motivo pelo qual ela recebe o título de maior flor do mundo! Ela foi descoberta em 1818 na floresta tropical úmida da Indonésia por um guia local que trabalhava como colector para o botânico britânico Joseph Arnold, e é uma das exuberantes plantas do gênero Rafflesia.


wikipedia/commons/b/b9/Rafflesia_arnoldii_Bengkulu_02.jpg

As raflésias ocorrem nas selvas do Bornéu, Samatra, Kalimantan e outras regiões da Indonésia, e ainda na Malásia, Tailândia e Filipinas. Elas são parasitas e crescem sob caules ou raízes de árvores, preferencialmente das plantas do gênero Tetrastigma, extraindo dessas os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento, portanto não possui folhas já que estas são utilizadas primariamente para a produção de alimento para a planta. A flor pode demorar até 10 meses para atingir a maturação e fica aberta apenas durante algumas horas ou dias!

Mas se você gostaria de tê-la em seu jardim pode ir desanimando, apesar de várias tentativas a raflésia ainda não foi cultivada fora de seu ambiente com sucesso. Outro fator que poderia desanimar seu cultivo é que ela emite um forte odor de carne podre, para atrair os insetos responsáveis pela polinização. A polinização é importante para que os frutos possam ser gerados e consumidos por alguns mamíferos da floresta que acabam por espalhar as sementes garantindo a perpetuação da raflésia na natureza. O cheiro nauseabundo explica o nome local da planta que pode ser traduzido por flor-cadáver ou flor-carne.

Enquanto a Rafflesia arnoldii é a maior flor do mundo, ainda há outras duas espécies que produzem as maiores inflorescências. Inflorescência é o nome que se dá ao conjunto formado por minúsculas flores. A primeira delas é a palmeira Corypha umbraculifera(Corifa, Talipot) que produz a maior inflorescência conhecida, e além dela a espécie Amorphophallus titanum, ou jarro-titã, é conhecida por produzir a maior inflorescência não ramificada do mundo.


wiki/File:Corypha_umbraculifera_8.JPG

A Corypha umbraculifera tem um histórico interessante por se tratar de uma palmeira que no Brasil demora cerca de 50 anos para florir e sua inflorescência dura 2 anos e após este tempo a palmeira morre. Para maiores detalhes leia a matéria "Floração de palmeiras plantadas por Burle Marx vira atração no Rio de Janeiro" na revista da AuE Soluções. E vamos para o próximo recorde.


Amorphophallus titanum
wiki/File:Amorphophallus_titanum_with_3_flowers_-_Botanischer_Garten_Bonn.jpg

Amorphophallus titanum, ou jarro-titã, como é conhecida popularmente, produz uma inflorescência em espádice, assim como os tão conhecidos antúrios, ambos pertencem a família Araceae. Um de seus famosos exemplares é cultivado no Tropical House at Kew Gardens, em Londres onde atrai vários admiradores e curiosos para observar este espetáculo da natureza.

Esta inflorescência chega a atingir três metros de altura e pode pesar até 75 quilogramas!Podendo crescer até 16,6 centímetros por dia. Assim como as raflésias, a jarro-titã também possui um cheiro desagradável de carne podre para atrair seus polinizadores, principalmente besouros. Muitas pessoas acreditam que essas plantas são as maiores plantas carnívoras do mundo por atraírem esses insetos, mas elas não se alimentam deles, eles são somente seus polinizadores. Ela pode viver até 40 anos, mas só floresce duas ou três vezes.

Para finalizar observe a planta com folhas gigantes da foto abaixo. É a Gunnera manicata (gunera, guarda-chuva, manicata), uma planta gigante do Brasil. Como o seu próprio nome popular nos indica, a gunera possui folhas que poderiam nos servir de guarda-chuva caso fosse preciso. Suas folhas arredondadas alcançam 3 m de diâmetro! Nativa do sul do Brasil e Colômbia esta espécie cresce em ambientes úmidos, em brejos e na beira de lagos e cursos d´água. Se você tiver interesse em cultiva-la saiba que é uma planta que possui espinhos e que deve ser cultivada em solo fértil e permeável, tanto sob sol pleno ou meia-sombra. O cone que pode ser observado embaixo das folhas são as inflorescências que surgem no verão, são densas e com numerosas e minúsculas flores verdes a avermelhadas, sem muito valor ornamental.

Botânica-gunnera


Gunnera manicata
wiki/File:Gunnera_manicata_(1).jpg

Se você quiser ver outras fotos destas plantas digite na internet os nomes científicos e continue admirando.
Conhece mais alguma planta gigante? Se você souber poste ou comente aqui para que todos nós possamos compartilhar essas belezas da natureza!


Compartilhar:



e-Book gratuito: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  

Comentários

11/11/2010 12:13:12

é sempre muito bom conhecer a natureza criada por Deus Pai..
obrigado pela matéria.

19/03/2010

Isto é a Natureza coisa linda de se ver e de se conteplar, é uma pena não conseguirmos cultivar uma dessas espécies como a Rafflesia arnoldii seria muito intereçantes ter alguns exemplares desses em nossos jardins

26/02/2010

ADOREI A MATERIA E DEUS NA SUA INFINITA SABEDORIA FEZ TANTAS PLANTAS MARAVILHOSAS PENA QUE O HOMEM COM SUA AMBIÇÃO DESTRUA TUDO ISSO .PARABENS A VOCEIS


Conteúdo gratuito para paisagistas inscreva-se no canal da AuE Software!
7 Visões
Mostre seus produtos para o público certo!


Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!