Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Você sabe como surgiram as plantas?

Autor: Regina Motta - Data: 11/03/2013
RSS

Aqui, neste espaço, estamos sempre falando das plantas, de seus benefícios, como cultivá-las, preservá-las. Que são essenciais para a nossa sobrevivência e do planeta, todos sabemos, apesar de que, nem sempre este conhecimento impede a devastação das florestas e a morte das árvores.
Você sabe como tudo começou?
De uma forma bem simples e didática, vamos lembrar de como as plantas apareceram no nosso planeta.
Primeiro é preciso entender que nada surge de um dia para o outro.
Já se sabe que a Terra se formou há 4,6 bilhões de anos. Há 3,5 bilhões apareceram no mar as primeiras formas de vida, micro-organismos simples, com uma célula, chamados Procariontes. Na época, o planeta era diferente. A atmosfera era composta por gás carbônico, metano, amônia e outros gases tóxicos para os humanos.
Entre 2,5 bilhões e 544 milhões de anos atrás, formaram-se na água micro-organismos mais complexos, os Eucariontes.
Alguns começaram a fazer fotossíntese (reação química pela qual a maioria das plantas obtém energia), originando as algas. No processo retira-se gás carbônico do ar e devolve oxigênio. E foi assim que o ar mudou, ficando com mais oxigênio.
Por volta de 470 milhões de anos atrás, surgiram algas capazes de sobreviver por algum tempo em ambientes terrestres. Segundo especialistas, esses organismos que faziam fotossíntese viviam em mares calmos. Por causa da mudança das marés, passavam parte do tempo submersos e a outra em local seco, adaptando-se ao meio terrestre. Esse tipo de algas originou os musgos, grupo de plantas que costumam ser baixinhas e recobrir pedras e solo em áreas úmidas.



Milhões de anos depois surgiu o grupo das samambaias e mais tarde o dos pinheiros, como você pode ver em Jardim Pré-histórico: Saibam quais são as plantas mais antigas da Terra que usamos como ornamentais!. Mas nenhum deles tinha flores. Calcula-se que elas apareceram há 140 milhões de anos.



O fóssil (resto de animais ou vegetais incrustado em pedras) mais antigo de uma planta com flor encontrado, porém, tem 125 milhões de anos.

As flores são adaptações que protegem melhor as células reprodutivas das plantas
.
Saber ao certo como os vegetais surgiram é difícil, porque é raro encontrar seus fósseis. Por isso, pesquisas e descobertas ainda precisam ser feitas. Mas algo é certo: o surgimento e desenvolvimento deles influenciaram a composição da Terra, a origem do homem e tudo o que conhecemos.

Vegetais correm risco de extinção

É comum a gente ver e ouvir notícias sobre animais ameaçados de extinção, mas nem sempre lembramos que os vegetais também podem desaparecer. Segundo pesquisa britânica, uma em cada cinco plantas no mundo corre risco de sumir. Apesar de esse processo muitas vezes ser natural, especialistas estudam como as ações humanas o estão acelerando.
Entre as principais ameaças à flora estão a perda de habitat e a poluição. Áreas verdes são destruídas para dar espaço a construções, plantações e pastos para criação de gado. Desse modo, espécies deixam de existir antes mesmo de serem descobertas pelos cientistas.
Caso um vegetal seja extinto, os animais que dependem dele poderão sumir também. Há beija-flores, por exemplo, que comem apenas o néctar de determinadas plantas. Se elas desaparecerem, os pássaros morrerão de fome. Os bichos que se alimentam deles, por sua vez, sofrerão e, assim, sucessivamente até o próprio homem ser prejudicado.

Tem mais...
As plantas absorvem a luz do sol, água e nutrientes do solo para se desenvolver. Os raios solares são fundamentais para que ocorra a fotossíntese, reação química por meio da qual o vegetal obtém energia.
Em geral, as folhas das plantas são verdes porque possuem clorofila, pigmento natural fundamental para a realização da fotossíntese. Sem a substância o vegetal não sobreviveria.
Muitos vegetais desapareceram em milhões de anos. Hoje, a Terra é dominada pelas plantas com flores; são 300 mil espécies. Há ainda 18 mil de musgos, 13 mil de samambaias e 1.000 de pinheiros.
Com mais de 56.000 espécies de plantas (excluindo fungos), o Brasil tem uma das floras mais ricas do mundo - quase 19% da flora mundial.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, ao menos 472 espécies correm o risco de desaparecer dos biomas brasileiros nos próximos anos, sendo 276 delas encontradas principalmente na área que restou da Mata Atlântica, de acordo com a nova lista de espécies da flora nacional ameaçadas. A lista oficial anterior de árvores ameaçadas datava de 1992, com 108 espécies.

Outras 1.079 espécies nacionais ainda podem estar ameaçadas de extinção, porém não foram incluídas por enquanto na lista devido à falta de informação suficiente. Somadas, as duas listas se aproximam do mesmo número de espécies, mais de 1.500, que consta da relação de flora ameaçada da ONG Biodiversitas.
A União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN) apresentou a Lista Vermelha, referente ao ano de 2012, de espécies da fauna e flora que atualmente estão ameaçadas de extinção.

A relação conta com 65.518 plantas e animais que correm o risco de desaparecer para sempre do planeta - 400 espécies a mais do que na última edição da Lista, divulgada em junho, durante a Rio+20.
O que a natureza levou milhões de anos para criar está desaparecendo em uma velocidade estonteante.
PARA ONDE VAMOS?

Você vai gostar também de:
Plantas ornamentais em risco de extinção: Orquídea Cattleya eldorado Linden
Gigantes da natureza: conheça as maiores árvores do mundo!
Gigantes da natureza:conheça as maiores flores do mundo
Paraiso ecológico ameaçado
Meio Ambiente: Carta do Chefe Seatle ao Presidente Americano
Mata Atlântica - Reserva da Biosfera
Viagem à pre-história: Plantas estranhas ainda vivas


Compartilhar:



e-Book gratuito: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  

Comentários

22/03/2013 14:25:21

Prezado Antônio, sua apreciação e comentários são de muito valor para nós! Obrigada

20/03/2013 10:52:56

O artigo retoma o tema extinção e nos fornece linkes que nos permite acompanhar o ritmo do risco de extinção de vegetais.
Muito útil a que labuta em ambiente , governos e gosta de plantas.
Obrigado


Conteúdo gratuito para paisagistas inscreva-se no canal da AuE Software!
7 Visões
Mostre seus produtos para o público certo!


Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!