Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Os astros influenciam as plantas?

Autor: Regina Motta - Data: 24/11/2012
RSS

A Ciência está sempre em busca de confirmação e respostas às crenças populares. A Natureza é um campo inesgotável de mistérios e segredos a serem desvendados. Já vimos pesquisas sobre os sentidos das plantas: Los cinco sentidos de las plantas, também Pesquisas revelam: Plantas têm inteligência e memória, Plantas que cantam para atrair polinizadores Orquestra de Londres faz concerto para plantas e Plantas usam truques para garantir a reprodução
E as buscas continuam no sentido de nos integrarmos com a natureza, conhecendo para preservar.
A sabedoria popular encontra embasamento técnico: Os astros e a agricultura
Os ciclos lunares sempre foram respeitados pelos antigos, regendo a plantação, a colheita, influenciando até mesmo outras atividades cotidianas como o corte de cabelo.
Acredita-se que as diferenças de luz exercidas nas diversas fases da lua influenciam em praticamente todos os líquidos da Terra. Esse fato pode ser observado não só nos oceanos, que têm suas marés alteradas, mas no ciclo menstrual feminino e também na seiva das plantas.
A tradição diz que algumas atividades no seu jardim e horta são favorecidas ou não conforme a fase lunar.

QUARTO CRESCENTE: a seiva vegetal é atraída para cima, o que favorece o crescimento das plantas. Se o gramado for aparado nesta fase, crescera mais. Período é favorável para plantio de cereais, frutas e flores e colheitas de verduras. Além disso, é ideal para fazer transplantes, enxertos e fertilizações químicas.

QUARTO MINGUANTE: neste período a seiva das plantas é atraída para a parte de baixo, o que favorece o crescimento das raízes. O gramado aparado nesta fase crescerá mais lentamente. É ideal para plantar espécies que crescem de baixo da terra, como a batata. Fertilizações orgânicas, podas e cortes de bambu e madeiras para construção também são indicados.

LUA CHEIA: esta é a fase mais favorável para colher frutos. Nessa época, eles estão mais suculentos. Outras práticas apropriadas para o período são a colheita de ervas medicinal e o plantio de espécies em geral, por meio de sementes.

LUA NOVA: nesta época é desaconselhado o plantio de mudas ou sementes, pois a seiva atinge seu pico máximo de retrocesso. Na lua nova as plantas também ficam mais suscetíveis ao ataque de pragas e doenças.

A Agricultura Biodinâmica criada pelo filósofo e educador suíço Rudolf Steiner em 1924, vai mais além, determinando que a fazenda que produz alimentos biodinâmicos deve respeitar o ciclo da lua, dos planetas e até dos astros para que as plantas sejam energizadas.

O ponto central da Agricultura Biodinâmica é o ser humano que conclui a criação a partir de suas intenções espirituais baseadas numa verdadeira cognição da natureza. Ele quer transformar sua fazenda ou sítio em um organismo em si, concluso e maximamente diversificado; um organismo do qual a partir de si mesmo for capaz de produzir uma renovação. O sítio natural deve ser elevado a uma espécie de individualidade agrícola.

Adubar na biodinâmica significa aviventar ou vivificar o solo e não simplesmente fornecer nutrientes para as plantas
. A grande preocupação que devemos ter é o que fazer para que isso aconteça. Nesse caso é possível abster-se de muito do que hoje em dia parece ser imprescindível. Na Agricultura Biodinâmica não se usam adubos nitrogenados minerais, pesticidas sintéticos, herbicidas, hormônios de crescimento, etc

São usados preparados, ensinados pelo criador da biodinâmica, que incrementam e dinamizam a capacidade intrínseca da planta a ser produtora de nutrientes, seja por mobilização química, transmutação ou transubstanciação do mineral morto ou por harmonização e adequação na reciclagem das sobras da biomassa produzida.

Os preparados biodinâmicos são feitos com plantas, como Taraxacum officinale dente de leão, Helenium alternifolium camomila, Quercus alnifolia carvalho, Mil folhas (Achilea milefolium). A função é dar vivacidade à plantação.

Dente de leão, camomila, carvalho, Mil folhas Achilea milefolium

O agricultor biodinâmico aprende, dentro do processo de trabalho, a ser ele mesmo um pesquisador, aprende a participar e transmitir sua experiência a outros e a estabelecer dentro do seu estabelecimento um local de formação profissionalizante para gerações vindouras.
Em mais de 50 países a Agricultura Biodinâmica é praticada ao serviço do cultivo do meio ambiente e alimentação saudável do ser humano. No Brasil, ela vem se expandindo, graças ao plantio livre de agrotóxicos e ao fato de ser feita em ambientes naturais equilibrados, que integram homem, animais e plantas, prometendo entregar produtos mais saborosos e resistentes ao consumidor.

Além dos preparados, o cultivo de plantas biodinâmicas segue datas estabelecidas por calendários criados pela alemã Maria Thun. Segundo o professor da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e diretor do Instituto Biodinâmico e da Comissão da Produção Orgânica de São Paulo (Ceporg-SP), Francisco Luiz Araújo Câmara, esses calendários mostram qual é o dia ideal para trabalhar com cada cultura. O calendário é baseado no alinhamento dos astros com os planetas e o sol.
Os calendários utilizados no hemisfério sul são adaptados, pois Maria Thun desenvolveu esta agenda de acordo com as condições do hemisfério norte. Acredita-se que o uso dos preparados, dos calendários e o estabelecimento do equilíbrio na plantação resultam, em teoria, em produtos mais saborosos e resistentes.
A diferença mais notória entre a Agricultura Orgânica, que também não utiliza agrotóxicos e a Biodinâmica, é que a Orgânica não utiliza os preparados e o calendário dos astros.
Veja este vídeo do Globo Rural com entrevista de um produtor de café que pratica a cultura biodinâmica.

Você, que cultiva plantas ornamentais, tem o cuidado de observar as fases lunares em sua plantação?

Fontes: http://www.organicsnet.com.br/2011/11/linkgricultura-biodinamica-ganha-forca/
http://www.iea.sp.gov.br/out/publicacoes/pdf/seto3-1003.pdf
http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2012/11/tecnica-da-biodinamica-respeita-influencia-dos-astros-na-agricultura.html
(*) Steiner, R. Fundamentos da Agricultura Biodinâmica. 8 palestras dadas en Korberwitz, 7-16/6/1924, GA (Gesamtausgabe, catálogo geral) 327. Trad. Gerard Bannwart. São Paulo: Editora Antroposófica, 1993.

Você vai gostar também de:
Aprendendo com a natureza: permacultura
Plantas ornamentais despoluidoras
Florestas verticais em plena cidade, é possível?
sustentabilidade: o caminho é a natureza ou a tecnologia? Projeto Venus
Agricultura Urbana - um sonho possível?Dragonfly
Planta que recolhe dejetos e recicla
Novidade! Uso de plantas ornamentais em saneamento




Compartilhar:



e-Book gratuito: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  

Comentários

06/02/2015 18:25:19

Excelente texto!
A natureza é una, e portanto tudo funciona em plena sintonia. O universo é regido por uma força única e com certeza os astros influenciam na natureza!
Por isso sou a favor de todas as formas mais orgânicas e biodinâmicas possíveis!
Riciane Pombo
Arquiteta Paisagista


7 Visões
Mostre seus produtos para o público certo!


Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!