Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Jardins Terapêuticos: Um agradável recurso de cura

Autor: Regina Motta - Data: 11/11/2013
RSS

Já noticiamos Plantas e flores na recuperação de cirurgias. Pesquisadores comprovaram que os jardins podem ser terapêuticos, no contato com a natureza pacientes têm uma expressiva redução da pressão sanguínea.


Childrens Hospital of Ireland

Neste sentido, vários hospitais nos EUA vêm dedicando um grande cuidado em seus jardins como parte do tratamento dos doentes. São os jardins terapêuticos.
Um passeio em um lugar assim ajuda a reduzir a pressão sanguínea, a normalizar os batimentos cardíacos, a relaxar os músculos e a ativar o cérebro. Efeitos, que segundo os pesquisadores, já podem ser percebidos em menos de cinco minutos.
Por causa disso, espaços cheios de plantas e flores estão invadindo os centros de saúde americanos. No hospital infantil do Legacy Emanuel Medical Center, as plantas são de espécies resistentes a pragas, o que evita o uso de pesticidas para a manutenção do jardim.


Legacy Emanuel Medical Center - Oregon

Uma pesquisa publicada em 1984 mostrou que estar em um quarto de hospital com uma janela, que tenha uma vista como esta, para as árvores, faz uma grande diferença. O levantamento feito nos Estados Unidos com 46 pacientes, mostrou que ter um contato com a natureza, ainda que de longe. Diminui a quantidade de medicamentos tomados durante o tratamento. Além de reduzir o tempo de recuperação.


Legacy Emanuel Medical Center - Oregon

Esse levantamento feito há mais de 30 anos é usado até hoje como referência para pesquisas nessa área. Estar perto do verde, diminui a ansiedade e a depressão. Sentimentos que muitas vezes acompanham pacientes que lidam com doenças e tratamentos agressivos como a Quimioterapia. Os detalhes do jardim também ajudam crianças que sofreram lesões no cérebro a exercitar a memória.
Eles são construídos ao ar livre ou em átrios e solários dos hospitais e em locais públicos, para serem frequentados pela população em geral. Não se trata, porém, de um jardim comum. Há características especiais que devem ser respeitadas para que ele de fato seja terapêutico. O primeiro cuidado é com a segurança. Os pisos são antiderrapantes e as ruas, largas, com espaço para caminhar. Também são previstos pontos para descanso ou meditação.
Se eles estiverem perto de uma fonte ou outro lugar de água corrente, melhor ainda. Outro diferencial é a escolha dos elementos que o compõem: há uma mistura de plantas medicinais, aromáticas e ornamentais. As medicinais são usadas simbolicamente e as demais porque também liberam aromas agradáveis, além de atraírem pássaros e borboletas. A ideia é desenhar um ambiente capaz de despertar os sentidos.



Por isso, as
Lavandas, maravilhas polivalentes,as medicinais equinácea e erva-cidreira, e os cactos ornamentais estão entre as plantas mais usadas.



Combinados com o canto dos pássaros e o barulho da água corrente, despertam a visão, a audição e o olfato, provocando o que os especialistas chamam de distração positiva.

Uma pesquisa feita em 24 hospitais públicos e privados da Califórnia (EUA) revelou que os pacientes com melhor qualidade de vida eram os internados em instituições que dispunham de jardins desse tipo. "A combinação equilibrada de terapias farmacológicas, comportamentais e ambientais é eficaz para melhorar a saúde dos doentes", concluíram os pesquisadores

Fonte: http://indigobleuwings.blogspot.com.br/2010/01/jterapeuticos.html

Você gostará também de:
Projeto de paisagismo diferenciado: foco em crianças
Um toque de Natureza em casa: Terrários e Mini Jardins
Jardim sensorial, Jardim para todos, Jardim Cidadão
Orquestra de Londres faz concerto para plantas
Plantas que cantam para atrair polinizadores
Pesquisas revelam: as plantas têm inteligência e memória
A vida secreta das plantas - vídeo



Compartilhar:



e-Book gratuito: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  

Comentários

12/11/2013 13:02:00

Percival, Este seu depoimento é comovente! Obrigada por compartilhar conosco esta bela experiência!

12/11/2013 11:24:08

Eu posso realmente comentar, como é uma ótima terapia , pois eu estava com colesterol ruim muito alto , isso é devido vários fatores principalmente estres , em 1998 iniciei minha produção de mudas via clone , quando saiu as primeiras estacas com raiz , foi como nascimento de filhos,a cada dia novas alegria , em pouco tempo eu não tinha mais nada , graças a Deus e as plantas


Conteúdo gratuito para paisagistas inscreva-se no canal da AuE Software!
7 Visões
Mostre seus produtos para o público certo!


Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!