Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Árvores frutíferas e plantas úteis na vida amazônica - FAO

Autor: Regina Motta - Data: 21/12/2011
RSS

A imprensa nacional e internacional noticiou que a Organização de Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) pôs ponto final ao Ano Internacional dos Bosques com a apresentação do livro, de 353 páginas, "Fruit Trees and Useful Plants in Amazonian Life" (em tradução livre, "Árvores frutíferas e plantas úteis na vida amazônica". O objetivo é mostrar como os recursos da floresta podem ser usados para melhorar a vida e dieta das pessoas.



Na elaboração do texto colaboraram com a FAO o Centro de Investigação Florestal Internacional (CIFOR) e People and Plants Internacional, e intervieram 90 pesquisadores brasileiros e de outras nacionalidades.
O volume mostra a possibilidade do emprego de plantas e frutos dos bosques amazônicos para melhorar a dieta e os meios de subsistência da população. Segundo a pesquisa 80 por cento dos habitantes de países em desenvolvimento dependem de produtos florestais não madeireiros para satisfazer necessidades nutricionais e de saúde.


O livro foi escrito com uma preocupação extremamente didática, para ser usado pelas comunidades da floresta, as escolas, de uma forma simples e ilustrada. Traz receitas de remédios para várias doenças, receitas culinárias, uso em construções, formas de manejo e de reprodução das espécies, além de valor comercial e fonte de renda.


É dedicado aos povos da floresta que, com sua sabedoria milenar, auxiliaram e ensinaram aos pesquisadores .

A pesquisadora do CIFOR e autora principal da publicação, Patricia Shanley, assegurou que o livro "está escrito por e para os aldeãos rurais semi-analfabetos, onde se tece uma rede de opiniões a respeito dos inumeráveis valores que contêm os bosques".
O Amazonas "floresta tropical contínua maior do planeta " constitui uma rica fonte de nutrientes e seus frutos proporcionam alimentos, minerais e anti-oxidantes essenciais que
Antes da cerimônia, o líder índigena Marcos Terena, contou à Rádio ONU, em Nova York, como a internet pode ajudar a transmitir o conhecimento das plantas medicinais a outras gerações.
"Existem centenas, milhares de computadores nas aldeias, muitos inclusive ociosos, porque não foi feita uma ação programática, educativa. Então, geralmente o indígena aprende a passar e-mail, usar a internet, mas ele não consegue usar essa máquina para criar parâmetros, por exemplo: você gostaria de saber qual a planta medicinal que uma pessoa que mora em Nova York precisa para curar a dor de cabeça? Então se nós pudéssemos criar este cenário no Brasil, e temos elementos para fazer isso, com o apoio do Ministério da Saúde, isso seria uma grande riqueza."

De acordo com a FAO, as florestas podem levar vários benefícios às comunidades quando são gerenciadas de forma sustentável.
Uma das preocupações dos editores foi ainda incluir números e fotos, uma vez que 25% dos habitantes de países em desenvolvimento são analfabetos funcionais. Já nas áreas rurais este número pode chegar a 40%.
De acordo com a FAO, somente a Amazônia brasileira é habitada por 25 milhões de pessoas.
É um livro extraordinário, resultado de uma pesquisa longa e intensa, e inclui não somente o conhecimento científico, mas também dá lugar amplo para o folclore local e know-how dos povos da Amazônia.
É dedicado aos povos da floresta que, com sua sabedoria milenar, auxiliaram e ensinaram aos pesquisadores .

Algumas plantas pesquisadas :
Andiroba, (Carapa guianenses)
Bacuri
(Bertholletia excelsa)
Uncaria tormentosa
Uncaria guianensis
Copaíba (Copaifera spp)
Ipê roxo (Tabebuia impetiginosa)
Jatobá (Hymeneae courbaril)
Mahogany (Swietenia macrophylla)
Piquiá (Caryocar villosum)
Seringueira (Hevea brasiliensis)
Titica (heteropsis spp.
Uxi (endopleura uchi)
Açaí (euterpe olereacea)
Açaí (solitary) Euterpe precatória)
Buriti (Mauritia flexuosa)
Inajá (Attalea maripa)
Patauá (Oenocarpus batana)
Pupunha (Bactrid gsdipaes)
Tucumã (Astrocarium aculeata)
E diversas outras espécies
Você pode fazer download em

http://www.fao.org/docrep/015/i2360e/i2360e.pdf

Você pode se interessar também por:
Plantas afrodisíacas e medicinais
Paisagismo e reflorestamento com Arvores Brasileiras: uma história de sucesso
Orquídeas: O Eldorado da Amazônia
Margareth Mee, a Dama das Bromélias, pesquisadora de nossas plantas ornamentais
Plantas ornamentais em risco de extinção: Orquídea Cattleya eldorado Linden
Árvore Sagrada do Sertão: Árvore que dá de beber






Compartilhar:



e-Book gratuito: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  


7 Visões
Mostre seus produtos para o público certo!


Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!