Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Plantas aromáticas: um recurso natural contra as doenças causadas pelo Aedes aegypti.

Autor: Regina Motta - Data: 15/12/2015
RSS

O professor e pesquisador Francisco Leal, do Núcleo de Plantas Aromáticas e Medicinais (NUPLAM) do Centro de Ciências Agrárias (CCA) da Universidade Federal do Piauí (UFPI), dá uma boa notícia, neste momento de pânico acentuado com as epidemias causadas pelo mosquito Aedes aegypti.
Há mais de 10 anos dedicado a estudar, em seu laboratório natural, essas espécies aromáticas, o professor ensina como utilizá-las para combater a Dengue, tanto para repelir o mosquito quanto para matar a larva e, inclusive, curar os sintomas da doença.
Segundo ele, Todas as espécies aromáticas têm essa capacidade de repelir os insetos, naturalmente, bastando estar plantada, ou pelo extrato ou o óleo essencial retirados.
Vamos ver aqui quais plantas podem nos ajudar nesta guerra contra o mosquito:



Manjericão (Ocimum brasilicum): o aroma exalado pelas folhas repele naturalmente os mosquitos.



Erva Cidreira (Lippia geminata): a fragância adocicada é eficiente para repelir o mosquito da Dengue.

O aroma adocicado da erva cidreira, da citronela, do manjericão, por exemplo, afugenta os mosquitos da área ao redor, num raio de 50 metros, simplesmente por estar plantada ali, seja no jardim, no quintal ou em um vaso no terraço, desde que haja circulação de ar no local.



Manjerona (Origanum majarona): em extrato ou exalado pela planta, o aroma adocicado é repelente de mosquitos.
Igualmente eficiente para a repelência é o uso do extrato, que pode ser retirado artesanalmente, moendo as folhas em um liquidificador ( veja abaixo a receita). O líquido afasta os mosquitos ao ser aplicado no piso, soleira, portas, paredes, onde preferir. O aroma garante distância dos insetos por um período de 4 a 5 horas, quando poderá ser reaplicado.



Moringa (Moringa oleifera): O extrato das folhas da Moringa mata as larvas do Aedes aegypti.

Outra forma de repelir o Aedes aegypti é com o óleo essencial dessas plantas aromáticas, vendido em farmácia. Com apenas duas gotas colocadas em um recipiente com ½ litro dágua obtêm-se repelência em um cômodo de casa por 8 horas.

Plantas que possuem propriedades curativas



O cravo amarelo (Tagete eracta), usado em chá cura os sintomas da Dengue.
Circunstâncias como a atual emergência dos casos de Dengue levaram o professor Leal a descobrir as tantas utilidades das plantas medicinais. Assim, descobriu a capacidade curativa contra doença que tem, por exemplo, o cravo amarelo (Tagete eracta).

As flores e folhas da erva, também conhecida como cravo de defunto (assim chamada por ser usada em velórios, pelos antigos, como repelente de mosquitos), preparadas em chá, debelam os sintomas da Dengue e curam o doente em algumas horas.

O pesquisador diz que além da simplicidade e eficiência, as plantas aromáticas têm a vantagem de ser mais baratas e acessíveis e por isso se tornaram muito procuradas diante da calamidade de Dengue, Zika e Chincungunya, que registrou cerca de 5 mil casos no Piauí durante este ano. Em seu laboratório natural na UFPI ele recebe dezenas de pessoas em busca do conhecimento das ervas.

Para difundir o resultado de seu estudo, ministra cursos periodicamente sobre as plantas aromáticas especificamente e a infinidade de ervas medicinais, conhecidas há milênios pela sabedoria popular, e que despertaram seu interesse desde 1984.

Como retirar o extrato: Em um liquidificador, bata 50g de folhas em um litro dágua. Após triturar, basta coar e está pronto. Aplique o líquido no piso, paredes, e outras superfícies, como se estivesse usando um desinfetante. O efeito do aroma tem durabilidade de 4 a 5 horas. Após esse tempo pode ser aplicado novamente.

Importante: Estes recursos não eliminam a necessidade de se cuidar do ambiente, evitando as águas paradas que são o criadouro do mosquito!

Fonte:
http://www.capitalteresina.com.br/noticias/ciencia-e-saude/plantas-aromaticas-alternativa-eficiente-para-prevenir-e-curar-a-dengue-35686.html

Você gostará também:

Açafrão de terra: propriedades e usos

A beleza destas plantas esconde o perigo

Plantas brasileiras: Amarelão e Amendoim do Campo

Planta Ora pro Nobis (Pereskia aculeata), a carne de pobre

Cagaita: Uma riqueza do cerrado pouco aproveitada

Plantas ornamentais, Pupunha: alimento e beleza

Xaxim - cultivo e uso medicinal


Compartilhar:



Guia: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  


Curso de Marketing Digital para Paisagismo
Mostre seus produtos para o público certo!
Destaque-se no mercado de paisagismo


Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!