Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Paisagismo: Os Jardins e a seca!

Autor: Andrea Olionis Silva - Data: 14/10/2014
RSS

Como todos sabemos a crise de água em todo o Sudeste nos fez repensar em muitas coisas e uma delas é em nosso jardim. Se não temos nem para beber , como teremos para dar de beber a nossas queridas plantas? É uma questão que já deveria ter sido pensada,no momento de se planejar o jardim , isso é, ter um paisagismo responsável, preocupado com a sustentabilidade.
Um jardim com baixo consumo de água nos dá o prazer de desfrutar de um espaço verde, e a satisfação de estar fazendo uso responsável de um recurso escasso. Poderíamos economizar 25% de água em um jardim bem planejado. Mas para isso temos que ter conhecimento das características da área como clima e solo , e uma pequena análise do seu entorno.




As melhores espécies de plantas para jardins áridos
Existem diferentes espécies e variedades adequadas para o cultivo de plantas em jardins áridos. Recomenda- se plantas diferentes de acordo com as características gerais, dependendo de onde se vive, se a região já é árida , ou úmida, enfim, para isto, somos nós, paisagistas! As árvores são uma opção muito boa, funcionam e ajudam na composição do jardim, proporcionando sombra e temperaturas mais baixas.


Angico Barbatimão Ipê Acácia

Angico, caviúna, sucupira, Barbatimão, jacarandá-do-campo, capim-flecha,Ipê e Acácia são boas escolhas.



Bougainvillea Bignonia(ipê amarelo de jardim) Azalea Espirradeira

Também árvores frutíferas, como ameixeira, abacateiro, mangueira; cítricas e palmeiras. Além disso, os arbustos são uma variedade de vegetação igualmente ideal para terrenos secos: aBougainvillea, o Bignonia, a Azalea,Espirradeira são algumas opções, além de serem arbustos adaptados a climas quentes e nos presentearem com suas lindas flores.

O tomilho e alecrim requerem menos água do que os arbustos mencionados acima. E ainda a calêndula e a amapola são boas opções.
E claro, como não podíamos deixar de falar das plantas mais usadas em jardins áridos : As Suculentas!!!!



As plantas suculentas são aquelas nas quais a raiz, o talo ou as folhas foram engrossados para permitir o armazenamento de água em quantidades muito maiores que nas plantas normais. Esta adaptação lhes permite manter reservas do líquido durante períodos prolongados, e sobreviver em ambientes áridos e secos que para as outras plantas seriam inabitáveis

O exemplo mais típico de suculência é a dos cactos, cujos talos apresentam uma grossa capa de tecido parenquimatoso. Além dos cactos, outras diversas famílias vegetais apresentam o mesmo fenômeno.
Cactaceae é a família botânica representada pelos Cactos, são aproximadamente 84 gêneros e 1400 espécies nativas das Américas. São frequentemente usados como plantas ornamentais, mas alguns também na agricultura.



São plantas usadas e adaptadas a ambientes extremamente quentes ou áridos, apresentando ampla variação anatômica e capacidade fisiológica de conservar água..
Os Cactos existem em ampla variação de formatos e tamanhos. As flores dos cactos são grandes, como os espinhos e ramos, brotam das areolas. Muitas espécies apresentam floração noturna já que são polinizadas por insetos ou pequenos animais noturnos, principalmente mariposas e morcegos.

Manutenção de um jardim árido

Uma das principais e mais importantes características da manutenção de um jardim árido, reside na melhor utilização e maior eficiência no reaproveitamento da água. Como todos sabemos, a água é um recurso que se tornou ainda mais escasso e evidente nestes dias, por isso, uma das ideias que podemos destacar nos jardins áridos, é o melhor uso e re-uso da água, aprendendo a não alienar ou abusar dela, reutilizando as águas das chuvas.
Entre as espécies adequadas para jardins áridos, espécies como os cactos e da flora normal de climas quentes . Estas espécies em altas temperaturas, além de passarem longos períodos sem a necessidade de irrigação, sobrevivem com a água da chuva e se adaptam a situações de seca extrema.
Uma boa estratégia é ter um bom sistema de irrigação, com reaproveitamento da água da chuva, ou seja, armazenar as águas da chuva, e reutilizar de uma maneira organizada e responsável em seu jardim .

Dica do paisagista!
E ainda duas coisas muito importantes para um jardim árido ter sucesso: usar a menor quantidade de grama possível, alias o ideal é nem usar, já é uma tendência na Europa, em jardins residenciais de baixo consumo de água , não entra grama! E a segunda coisa importante que devemos estar muito atentos, é tentar usar somente plantas nativas, elas sobrevivem apenas com a água da chuva , não requerem muita manutenção , e são lindas, porque estão em seu habitat natural!

Andréa Olionis Silva
Especialista em Xerojardineria


contato: andreaolionis@gmail.com
Paisajista Andrea Olionis - Facebook
GardensHouses

Observação: Aqui você encontra fornecedores das espécies citadas pela paisagista. Pesquise pelo nome científico ou popular, clique na foto e verá informações e fornecedores para os quais você pode enviar uma mensagem.
Você gostará também de:

Entrevista: Paisagista Andréa Olionis Silva: Paisagismo no Brasil e na Espanha
Apaixone-se pela jardinagem !Enamorémonos de la jardineria!
Plantas brasileiras: Amarelão e Amendoim do Campo
Plantas de fácil manutenção para Paisagismo: Capins
Como preservar jardins de Condomínios
Metodologia para reflorestamento com árvores nativas


Compartilhar:



Guia: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  


Curso de Marketing Digital para Paisagismo
Mostre seus produtos para o público certo!
Destaque-se no mercado de paisagismo


Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!