Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Floresta vertical em Milão: exemplo de tecnologia sustentável

Autor: Regina Motta - Data: 25/08/2015
RSS

O Bosco Verticale (Floresta Vertical) é uma construção sustentável que visa melhorar a qualidade de vida através do reflorestamento metropolitano vertical da metrópole mais poluída da Itália, Milão.

São duas torres que medem 367m de altura, que juntas somam a capacidade de receber 480 árvores de grande e médio porte, 250 árvores de pequeno porte, 11.000 de solo-cobertura e 5.000 arbustos. O que equivale a 2,5 hectares de floresta!



Essas plantas vão reduzir os ruídos urbanos, a limpar o CO2 e a poeira do ar da cidade. Além disso vai ajudar a reduzir o efeito de ilha de calor urbano, existente na cidade.

As Torres também abrigarão apartamentos que não terão a necessidade de uso de climatizadores artificiais e produzirão, com suas águas cinzas, a maior parte da irrigação das plantas. Além disso os sistemas de energia eólica e fotovoltaica irão contribuir, juntamente com o microclima referido para aumentar o grau de auto-suficiência energética das duas torres.



O prédio Bosco Verticale (ou "Floresta Vertical") foi feito no centro de Milão, na Itália com projeto do arquiteto Stefano Boeri, e é um exemplo do conceito de verticalização da natureza em grandes centros urbanos
O condomínio Bosco Verticale, localizado próximo ao centro histórico de Milão, no norte da Itália, venceu o International Highrise Award considerado o prêmio Nobel da arquitetura dedicada aos arranha-céus.



O design de suas duas torres, uma com 80 e outra com 112 metros de altura, assemelha-se a gigantes troncos de árvores. Os apartamentos surgem como "raízes" para os ramos e os galhos, em um projeto que vem sendo elogiado por proporcionar uma espécie de simbiose entre o homem e a natureza em meio as metrópoles.



Existem árvores verdadeiras, regadas por uma central computadorizada, variando de 3 à 9 metros de altura. Essa cortina verde proporciona a redução de 2 a 3 graus centígrados durante o verão, o que significa economia de energia. Durante o inverno, quando as folhas caem, o bosque vertical recebe maior quantidade de luz.

"O projeto é uma casa de árvores onde moram os humanosª, disse o arquiteto Stefano Boeri para a BBC Brasil. A expectativa é a de que o condomínio represente uma espécie de abre-alas de uma nova tendência arquitetônica. Ele espera que esta tecnologia possa servir de impulso para que as novas construções sejam menos envidraçadas e mais esverdeadas.

Fontes:
http://www.ecoeficientes.com.br/bosque-suspenso-de-milao-pode-indicar-futuro-arquitetonico-das-metropoles/
http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-32--25-20150818

Você gostará também:

A Arca do fim do Mundo

O Homem que freou o deserto: Uma lição para o mundo

Dois chineses, um cego e outro sem braços, plantam 10 mil árvores

Meio Ambiente: A corrente pedagógica da descoberta

Hortas Mandalas, você conhece?

Umburana de cambão e a sobrevivência das abelhas

Todmorden: a cidade do alimento gratuito

Ilha de Marajó: santuário ecológico ameaçado


Compartilhar:



Guia: Como se destacar no mercado de paisagismo

Login Requerido

Fazer Login para comentar

  


Curso de Marketing Digital para Paisagismo
Mostre seus produtos para o público certo!
Destaque-se no mercado de paisagismo


Cadastre-se Grátis
Conversar no Whatsapp +55(32)3217-1501
X

Receber alertas das publicações do site


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!