Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Uma planta que salvou milhares de vidas!

Autor: Regina Motta - Data: 14/06/2017
RSS


Nos últimos anos, um gênero de briófito tem sido muito estudado por pesquisadores do mundo todo, o gênero sphagnum, cuja importância tem relevância ecológica e econômica.


Sphagnum denticulatum



Sphagnum, um tipo de musgo conhecido pelo nome de esfagno, é o único gênero da família Sphagnaceae, que por sua vez é a única família da ordem Sphagnales que, por fim, apresenta-se como a única ordem da subclasse Sphagnidae.

Este gênero agrupa cerca de 160 espécies em todo o mundo, podendo ter a cor verde ao vermelho. Recentemente foram descobertas em turfeiras na Europa corpos conservados graças ao Sphagnum e outras plantas; esses corpos ficaram em bom estado, como é o caso do Homem de Tollund.


Sphagnum flexuosum



O Sphagnum também é muito usado por cultivadores de Plantas Carnívoras como substrato, geralmente é usado seco com areia ou pó de xaxim. Pode ser cultivado em vasinhos ou caixas de ovos, o musgo é picado e colocado sobre areia molhada, deve receber muita luz e ficar constantemente encharcado.

Com todas estas qualidades, o sphagnum acumula mais uma: Durante a 1ª Guerra Mundial foi usado no tratamento de feridos, substituindo o algodão que começava a ficar escasso nas trincheiras.



Algumas espécies de esfagno seco podem absorver e reter até 20 vezes o equivalente a seu peso em água... ou em sangue.

Os especialistas do Exército perceberam que a planta era duas vezes mais absorvente que o algodão e, em dois anos, o Reino Unido, que produzia 200 mil bandagens de esfagno por mês em 1916, passou a produzir um milhão em 1918.

Foram feitos testes que duas espécies - sphagnum papillosum e palustre - eram consideradas as melhores para estancar sangramentos e ajudar a curar feridas. Elas cresciam em abundância na Escócia, Irlanda e Inglaterra, onde um pequeno exército de voluntários - formado em sua maioria por mulheres e crianças - se reunia para colher e secar as plantas, que seriam usadas posteriormente em ataduras e compressas.


Sabe-se que ele era usado pelos povos antigos há mais de 1000 anos.

Duas propriedades impressionantes: A capacidade do esfagno em absorver água como uma esponja se deve a sua estrutura celular - 90% do volume de suas folhas são formados por células mortas, cuja função é exatamente armazenar água. Além disso tem propriedades antissépticas, diminuindo o aparecimento de infecções.

Atualmente, a planta é usada na horticultura e como biocombustível, e os curativos de esfagno são usados pela medicina alternativa.

Fonte: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/como-uma-simples-planta-curou-as-feridas-de-milhares-de-soldados-na-1a-guerra-mundial.ghtml

Você gostará também:

Mais descobertas sobre as plantas: Elas podem ouvir

A árvore mais perigosa do mundo

Plantas que atraem beija-flores para seu jardim !

Árvore Sagrada do Sertão: Árvore que dá de beber

Principais espécies de Bromélias - Final

Plantas ornamentais: Medinila, a Magnífica

O valor de um jardim

Você sabe que as plantas podem aprender e recordar?

A vida secreta das plantas - 1 - Viajando!






Compartilhar:




--- ---

Destaque-se no mercado de paisagismo
7 Visões
Expopaisagismo 2017


Cadastre-se Grátis