Quer aparecer aqui?  Veja Como


Ano
Pesquisar

Projeto de paisagismo de baixo custo recupera o espaço urbano

Autor: Regina Motta - Data: 13/03/2017
RSS


A ativação dos espaços público subutilizados vem ganhando força e popularidade em todo mundo. Na Austrália, uma parceria entre a ONG In The City Canberra, o governo e um fabricante de produtos para espaços público, a Street Furniture Australia, lançou um parque pop-up na Praça Garema, na cidade de Canberra.



Os resultados foram impressionantes! O número de frequentadores aumentou em 190% e 247% mais pessoas ficaram no local para se sentar e desfrutar da área. Houve um incrível aumento de mais de 600% nas crianças no parque, além de grupos de amigos, muitos casais e quase 5 vezes a quantidade de famílias.

O objetivo do parque pop-up era fazer um estudo e comprovar que a melhoria dos espaços urbanos envolve a comunidade e traz benefícios aos moradores e comerciantes do local.

As principais intervenções implantadas foram: mais lugares móveis para as pessoas se sentarem, com mesas e cadeiras diversas; uma pintura vibrante, com muitas cores; iluminação extra, com focos de luz colorida; um gramado verde; decoração feita pelos moradores da área; alguns livros para leitura; e claro, wifi.

As tendências para ativar espaços públicos estão crescendo em popularidade em todo o mundo; parques e jardins urbanos, ruas vibrantes, calçadas mais largas e cafés com mesas ao ar livre.

Assim, durante o Festival Internacional de Arquitetura Paisagística de 2016 realizado em Canberra em outubro de 2016, a Street Furniture Australia lançou um parque pop-up no espaço urbano subutilizado de Garema Place, em colaboração com o AILA, o Governo ACT e a In The City Canberra.

As estratégias utilizadas:

Mobiliário Flexível



Testando as tendências observadas em "lugares como Paris e Nova York", 60 cadeiras de cores vivas, variando em forma e tamanho, foram colocadas no Garema Place para que as pessoas se movessem e ativassem o espaço como quisessem.

Moradores locais foram entrevistados antes da implementação das cadeiras, e muitos deles manifestaram preocupações sobre o fato de elas não serem "aparafusadas", como um entrevistado disse, tornando mais fácil para elas serem roubadas ou danificadas.

Apesar destas preocupações, nem uma única cadeira foi roubada durante os 8 dias, e apenas 1 foi danificada na última noite do experimento.

O Governo ACT entrevistou pessoas durante os 8 dias para coletar informações que poderiam ser usadas para melhorar o futuro do Garema Place, e 99% de todos os entrevistados disseram que gostaram do mobiliário e que gostariam de ver mais deles.

Um dos elementos pop-up mais atraentes para as crianças foi definitivamente a implementação de cores vivas no espaço antes cinza.

Os ladrilhos no piso que cercam as árvores foram pintados de várias cores, e costureiros(as) locais foram incentivados a "bombardear as árvores de tecidos" para "criar um ambiente que parecesse mágico e seguro".

As cores dos ladrilhos também refletiam as cores das cadeiras circundantes, criando um espaço que se tornasse unificado em toda a sua diversidade. As pessoas entrevistadas durante a experiência repetidamente davam crédito ao aspecto colorido do parque como a razão para pararem para sentar e fazerem uma pausa, ao invés de apenas de passarem pelo local.

Iluminação Adicional




Além das cordas de lâmpadas decorativas penduradas nos galhos das árvores, a copa da árvore foi iluminada por baixo com luz azul. A iluminação azul é integrada com iluminação branca nos troncos das árvores, criando um contraste entre frio e calor.

Mais luz também traz uma maior sensação de segurança para um ambiente, tornando-se um lugar mais acolhedor, especialmente para as famílias, à noite.

O aumento da atividade durante essas horas do dia também significa mais atividade comercial para os bares e restaurantes nas proximidades, beneficiando os trabalhadores locais.

Gramado



Para suavizar o espaço de concreto um pequeno gramado foi adicionado para celebrar as árvores existentes e fazer do lugar um local para relaxar.

Isso criou uma superfície diferente do concreto ou pedra usuais onde as crianças poderiam correr e brincar, bem como um lugar para sentar e deitar sem a necessidade de cadeiras .

Wi fi

Canberra é a cidade mais conectada digitalmente da Austrália, com hotspots de Wi-Fi grátis espalhados por espaços públicos, incluindo o Garema Place.

Claro que isso ajuda a atrair pessoas, mas além da conexão digital habitual que vivenciamos diariamente, a Biblioteca do Governo ACT também disponibilizou livros digitais para download, assim como estantes físicas ao redor da área.

O Wi-Fi gratuito tornou possível que mais pessoas compartilhassem e divulgassem digitalmente o parque pop-up, atraindo mais pessoas para a área.

Envolvimento Comunitário



As decorações de tecido envolvendo as árvores foram tricotadas durante meses antes do festival por costureiros(as) locais Sem planejar, transeuntes paravam para ajudar a pintar os ladrilhos durante a montagem, tomando iniciativa e interessando-se o suficiente no desenvolvimento social do espaço público para dedicar seu próprio tempo ao projeto.

As bibliotecas do Governo ACT forneceram uma série de estantes de livros que foram bem utilizadas, especialmente por visitantes mais novos, e um bar local ofereceu um espaço de depósito para o parque.
Estabelecimentos comerciais circundantes, como uma loja de moda, assim como a comunidade de moradores sem-teto, que são regulares Garema Place, concordaram em vigiar o mobiliário e protegê-los de vândalos.

Finalmente, o projeto foi patrocinado por uma organização sem fins lucrativos, In the City Canberra, que financia ações no centro da cidade. Sem o cuidado local com o projeto, o #BackyardExperiment não poderia ter tido o sucesso que apresentou.

A apropriação e o investimento pessoal no projeto de toda a comunidade é o que dá vida a um espaço público, não apenas os objetos que são colocados nele.

Fontes:
http://www.aila.org.au/
http://streetfurniture.com/au/ Street Furniture Australia

Você gostará também:

Artista cria paisagens com lixo trazido por correntes marítimas de 50 países

Nova York: Primeiro Parque Subterrâneo do Mundo

Eco-City 2020: A cidade subterrânea

Uma Vila que usa apenas barcos e bicicletas para locomoção

De Casa Abandonada para Obra de Arte com 36.000 Flores. Veja a transformação!



Compartilhar:




--- ---

Programas de Computador para Paisagistas
Destaque-se no mercado de paisagismo
7 Visões
Expopaisagismo 2017


Cadastre-se Grátis